Mulher é pega no flagra envenenando amiga em restaurante e o pior acontece

Um caso assustador tomou conta de todas as redes sociais e ocorreu na Indonésia, a jovem Jessica Kumala Wongso de 28 anos, acabou sendo detida logo depois que foi acusada de matar sua amiga de forma assustadora e brutal, conforme foi apontado por muitos. Ela tirou a vida da amiga, envenenando ela na frente de diversas pessoas.

Wayan Mirna Salihin, de 27 anos, foi morta pela amiga na praça de alimentação de um shopping no centro de Jacarta, fazendo com que o caso virasse um dos mais assustadores da região.

Segundo informações Jessica colocou cianeto no café de Wayan, a jovem chegou a entrar em convulsões na frente dos clientes do local e acabou não resistindo e morreu ali mesmo. As amigas que estudaram juntas tiveram um triste fim e os detalhes assustam.


Um total de 46 testemunhas, incluindo o pai, marido e irmã gêmea da vítima, bem como funcionários do café, chegaram a testemunhar contra Jéssica Kumala Wongso depois que ela foi acusada de premeditar o crime bárbaro. Segundo os presentes, a jovem mostrou sinais de que estava com inveja da amiga.

Jessica Kumala Wongso chegou a revelar que a amiga estava sempre feliz e havia arrumado um bom marido e isso deixou ela com inveja e frustrada com o tempo. Segundo as autoridades que investigaram o crime, Jessica misturou o café gelado de sua amiga com o cianeto enquanto jantavam com outra amiga em um shopping de luxo em Jacarta.

O caso foi julgamento e virou um dos mais chocantes de todos os tempos no país, os detalhes de como a jovem fez tudo, chegaram a assustar boa parte do júri, pois segundo eles, Jessica Kumala circulou o local do crime horas antes de envenenar a amiga e ainda montou toda uma cena para que não fosse pega.

De acordo com o que foi revelado, o café entre as amigas estava marcado para às 17h, porém a acusada chegou no local por volta de 15 h, circulou várias vezes pelo local, analisou a posição das câmeras de segurança e definiu o ponto onde ela iria tirar a vida da amiga de forma cruel. Ela foi julgada e condenada a 20 anos de prisão.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.