Novo surto? Homem morre com suspeita da “doença da urina preta” caso gera preocupação

Um caso tem deixado muitos internautas em alerta, se trata da doença da urina preta, muitos acreditam que um homem de 55 anos, identificado como Genivaldo Cardoso de Azevedo, o caso aconteceu em Santarem, no estado Pará, o caso ocorreu nesta última terça-feira (7)

De acordo com os relatos, o homem começou a passar no domino, no entanto ele, ele foi para unidade de saúde mais e tomou medicação e melhorou, devido a isto ele foi liberado para voltar para casa, porém no mesmo dia, ele teria voltado novamente, alegando dores nos músculos e cãibra anteriormente, no entanto dessa vez ele teria dito que também estava com dores na região do torax.

+  Mulher se casa com “O homem mais feio do mundo” e o motivo vai te deixar espantado

Vinicius Savino que é diretor do hospital relatou que foi feito um pedido de transferência para que o paciente fosse locomovido para um hospital municipal, de acordo com Vinicius o paciente apresentava sintomas de uma pessoa que teria a doença da urina preta, e ele chegou até a apontar os sintomas, que Genivaldo estava, como a cor da sua urina que estava escura e também ele estava sofrendo com a perda de consciência.

+  Mulher se casa com “O homem mais feio do mundo” e o motivo vai te deixar espantado

De acordo com as informações apuradas pelo G1, Genivaldo teria comido peixe no fim de semana e horas depois de ter consumido o peixe ele teria começado a sentir os primeiros sintomas , de acordo com o Laudo da morte de Genivaldo ele teria morrido de infcção generalizada.

O caso tem se tornado preocupante por que houve um surto da doença de urina preta nos estados da Bahia e Amazonas, e isso tem deixado muitos preocupado, o caso será investigado para saber se realmente foi um caso de doença de urina preta, familiares também serão investigados para vê se eles apresentam os sintomas da doença.

+  Mulher se casa com “O homem mais feio do mundo” e o motivo vai te deixar espantado

Que essa família venha ter forças para seguir em frente e que consigam descobrir o mais rápido possível a causa dessa morte .



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.