Pastor tira a própria vida, após lutar contra terrível doença e viúva arrasada faz desabafo de cortar o coração

A triste história do pastor, Jarrid Wilson, de 30 anos de idade, está comovendo o mundo, ele era um líder da demegaigreja na Califórnia e também comandava um movimento de apoio às vítimas da depressão. 

Infelizmente ele perdeu a própria luta contra a depressão, cometendo suicídio, a viúva está abalada com a perda do marido. O pastor, Wilson, usava as redes sociais para falar do amor de Jesus e do consolo na fé. Ele não escondia dos seguidores sua luta contra a doença. 

Em uma das publicações antes de cometer o suicídio, ele escreveu: “Amar a Jesus nem sempre cura pensamentos suicidas. Amar a Jesus nem sempre cura a depressão. Amar Jesus nem sempre cura o TEPT. Amar a Jesus nem sempre cura a ansiedade. Mas isso não significa que Jesus não nos oferece companhia e consolo. Ele sempre faz isso”, escreveu às 14h.


Poucos dias antes de sua morte, o pastor também havia dado suporte emocional a um amigo pastor, que perdeu a esposa também para o suicídio “Orando, Jarrid. A família devastada dela precisa de muita sensibilidade e compaixão agora. Grata por sua disposição de ser os braços de Jesus para eles”. 

Devastada a viúva de Jarrid, postou uma mensagem nas redes sociais de cortar o coração. “Não há mais dor, não há mais luta. Você está completo e finalmente está livre. O suicídio não recebe a última palavra. Eu não vou deixar. Você sempre dizia: ‘A esperança recebe a última palavra. Jesus faz isso’”, disse na legenda. 

O pastor Greg Laurie, amigo da familia, também lamentou a perda do companheiro de ministério e disse que “os pastores são apenas pessoas que precisam pedir ajuda e força a Deus todos os dias”.

“Às vezes, as pessoas podem pensar que, como pastores ou líderes espirituais, estamos de alguma forma acima da dor e das lutas das pessoas comuns. Nós é que devemos ter todas as respostas. Mas não temos”, disse Laurie.

Além da mulher, o pastor deixa dois filhos, Finch e Denham; seus pais e irmãos.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.