Após ser preso, “novo Lázaro” fez revelação que chocou até a polícia: ”frio”

O caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, conhecido como ‘’novo Lázaro’’ assustou e chocou a polícia após ele confessar que sabia que a companheira Raniere Aranha Figueiró, de 19 anos, estava grávida de 4 meses. A descoberta aconteceu após interrogatórios feitos pelos militares. 

Durante o vídeo é possível observar que um policial pergunta: “Wanderson, você sabia que ela estava grávida?”. O criminoso faz um gesto de cabeça e confirma: “Estava”.

“Ela já estava com 4 meses, ia entrar para 5 meses. Já [tinha ido ao médico], feito ultrassom, tudo. Acompanhei [no ultrassom]”, conta o caseiro em outra parte do interrogatório. 

+  Morre Daniel, familiares e amigos lamentam a triste perda: "Dor imensa"

Assista: 


Wanderson Protácio, é acusado de cometer crimes em série, praticados no fim da tarde de domingo (28/11).

Depois de seis dias de buscas o homem resolveu se entregar. Segundo a Polícia Civil, o jovem matou a facadas a própria esposa, Raniere Aranha Figueiró e a filha dela, Geysa Aranha da Silva Rocha, de 2 anos.

Pouco tempo depois, o serial killer invadiu a casa de um vizinho, furtou o revólver dele e matou a tiros o fazendeiro Roberto Clemente de Matos, de 73 anos.

+  Morre Ana Maria, familiares e amigos lamentam terrível perda; "Tristeza"

A intenção do jovem era roubar o celular do produtor rural e em seguida tentou estuprar a esposa da vítima, de 45 anos, não conseguiu e a baleou. Felizmente a mulher escapou com vida. 

Wanderson, acabou abandonando o veículo em uma rodovia da região. Ele vendeu o celular que era da sua esposa para um receptador de Alexânia, que também foi preso. 

Em seguida o bandido fugiu de táxi pelo menos até Abadiâniaa, um taxista confirmou que carregou Wanderson. 

+  Após cirurgia para doar um rim ao namorado, jovem descobre que ele é casado e história viraliza

Esses não são os primeiros crimes dele, em 2019 Wanderson, esfaqueou uma jovem de 18 anos em pleno aniversario da vítima. 

Ele foi preso, mas foi solto em menos de um ano depois. Na época ele zombou do crime durante a audiência. 

No fim de 2020, Wanderson, foi acusado de matar o  taxista Maurício Lopes Mariano, de 25 anos, em São Gotardo, Minas Gerais.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.