Caso Henry: Beijos, abraços, café e lanche com o diretor: Agentes denunciam regalias de Monique e Jairinho

O caso do menino Henry Borel, continua rendendo o que falar nas redes sociais, e agora uma nova denúncia deixou a polícia civil agitada. Tudo porque agentes penitenciários decidiram fazer uma denúncia contra Jairo e Monique Medeiros, segundo eles, o casal vem aproveitando de certos privilégios dentro da prisão.

Os agentes afirmaram que a dupla, teve diversos privilégios enquanto estavam presos no presídio José Frederico Marques, em Benfica, por conta disso o diretor da unidade Ricardo Larrubia da Gama, chegou a pedir demissão do cargo. 

+  Menina de 11 anos engravida do próprio irmão de 14 e detalhes deixam todos revoltados

Segundo os relatos, as regalias foram proporcionadas a Jairo e sua namorada nas duas horas em que estiveram na cadeia, eles foram se despedir com beijos e abraços, sem contar que o vereador ficou todo o tempo, na sala conversando com Ricardo, Jairo foi recebido com cafezinho e um lanche exclusivo para ele e o até então diretor.


Vale lembrar que a dupla que está sendo acusada de matar o pequeno Henry Borel, foram detidos na quinta-feira passada, depois que novas informações foram recuperadas do aparelho de Monique. Depois que foram detidos, eles foram mandados para a prisão de Benfica, no entanto eles foram bem recebidos.

+  Jovem decide inovar na cama e surpresa deixa namorado assustado; “Namorado terminou na hora”

Segundo relatos, o diretor pediu sua demissão, logo depois que tomou ciência das denúncias, agora Ricardo será investigado pela Secretaria de Administração Penitenciária, e pelo Ministério Público do Rio, que já está em posse das gravações do presídio.

Os agentes ainda chegaram a confessar que Ricardo, ordenou que fosse comprado café, pão e refrigerante, quando tomou conhecimento de que o vereador estava a caminho, junto com sua namorada. Na sala do diretor foram registrados momentos de descontração, entre ele e Jairo, testemunhas contaram que Jairo falava alto e ria muito.

+  URGENTE: Duas crianças são encontradas vivas agarradas ao corpo da mãe após barco afundar; ela se sacrificou por eles

Vale destacar que é algo totalmente inusitado um preso ir parar na sala do diretor, ainda mais de portas fechadas sem a presença de um guarda de segurança.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.