Delegado

Delegado atende ligação de Marcelo Crivela a investigado

Vídeo mostra momento em que a policia atende a ligação do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivela que ligava para o investigado Rafael Alves suspeito de estar envolvido em repasse de propinas na Prefeitura do Rio. A policia estava com o empresário Rafael no momento do ocorrido por conta das investigações chamada Operação Hades. A policia fez buscas e apreensões em endereços ligados ao prefeito e também em sua residência.

A policia apura a suspeita de que existe um QG da propina acontecendo dentro da Prefeitura do Rio. Nos documentos da Policia Civil esta dizendo que a ligação ocorreu na primeira fase da operação que foi no mês de março de 2020. A policia estava na residência do empresário quando o celular tocou e o delegado atendeu e o cumprimentou perguntando se estava tudo bem com Crivela. Durante a chamada o delegado falou também sobre as operações que a Policia Civil estava realizando naquele momento junto ao Ministério Público, foi quando a chamada encerrou.


Então o a ligação é encerrada e alguém que acompanha as investigações pergunta para o delegado se o interlocutor havia se identificado, mas o delegado não responde. A policia deflagrou na última quinta-feira (10) mais uma fase da operação, desta vez na casa de Crivela e no Palácio da Cidade e mais 17 pessoas foram alvo da ação, durante a operação foi apreendido o celular do prefeito.

Apesar de não ser funcionário publico do Rio, Rafael Alves foi citado em delações como intermediador de negociar com os empresários como seria repassada a propina para estar recebendo valores atrasados da prefeitura do Rio.

A policia relatou que ao chegar no apartamento do empresário, pediu para que abrisse a porta imediatamente, mas Rafael demorou para abrir a porta o que levantou suspeitas de que o empresário poderia ter ocultado alguma prova relevante para as investigações.

No documento, assinado pelo delegado Clemente Braune, da Coordenadoria de Investigação de Agentes com Foro (Ciaf) da Polícia Civil do Rio, diz ainda que a equipe encontrou um celular de Rafael Alves escondido debaixo de uma pilha de roupas.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.