nossas redes sociais

Notícias

Dona de casa vai à Justiça pedir auxílio de US$ 1.000 citado por Bolsonaro


Depois de Jair Bolsonaro falar em um discurso na Organização das Nações Unidas, que teria pago o valor de mil dólares de auxílio emergencial por pessoa, uma mulher que é dona de casa do estado do Rio de Janeira, procurou a Justiça para poder receber essa diferença, já que ela afirma que ganhou apenas R$ 2,4 mil, nessas 4 parcelas de R$ 600, como as outras pessoas que foram aceitas no programa.


Como já foi mostrado pelo portal G1, o valor em que o presidente falou, não corresponde à verdade. As pessoas que recebeu o benefício do auxílio emergencial, o máximo que eles receberem somando todas as parcela é de R$ 4,2 mil, fazendo a conversão, seria Us$ 766.

Foi feita uma petição pelas as advogadas Leila Loureiro e Noemt Titan que escreveram no documento que o valor total das parcelas do benefício segundo o Bolsonaro deveria ser de R$ 5.540, que seria considerado mil dólares.

As advogadas argumentam que por causa dos dados apresentados, foi pedido um no valor que foi declarado pelo Jair Bolsonaro, de maneira a materializar o programa financeiro que foi criado para os brasileiros de acordo com o presidente.

As advogadas ainda fala que esse valor é de muita importância, mas que não foi o necessário para gasto como a saúde, educação e moradia e por causa disso elas pediram ainda o valor de R$ 9.420 por causa de danos morais.

Bolsonaro fez o discurso na Onu nesta última terça-feira, 22 de setembro.

O portal do G1 entrou em contato com o Palácio do Planalto, nesta última sexta-feira, 25 de setembro, para poder falar sobre o assunto, entretanto nenhuma atualização foi dada.
Comente o que você acha sobre o assunto e não se esqueça de compartilhar esse artigo com alguém, assim você estará nos ajudando a levar informação para o Brasil inteiro.