Funcionária leva soco de cliente por causa de máscara

No último sábado (12), houve uma briga entre funcionários de um supermercado e clientes que resultou em trocas de socos e demissões. O caso aconteceu em Sorocaba (SP).

Tudo começou depois que clientes queriam entrar no estabelecimento sem máscara, mas os funcionários barram, dizendo que não podiam entrar sem o item.

O cliente insistiu que queria entrar para fazer uma compra no supermercado e iria entrar sem a máscara. Mas os funcionários fizeram uma barreira para o grupo não passar, então o rapaz deu um soco em uma funcionária e a briga começou.

+  Após se casar com o próprio filho, mulher se separa para se casar com a filha e o pior acontece

Tudo foi registrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento. Ao deixar o local o grupo ameaçou os funcionários. Foi relatado pelo dono do supermercado Luiz Claudio Zaia, que alguns funcionários pediram para deixar o trabalho. Outros ficaram hospitalizados e não puderam ir trabalhar no outro dia. Outros ficaram com medo de voltar ao trabalho por conta das ameaças feitas pelo grupo.

Dois homens de 36 e 41 anos e uma mulher de 31 foram detidos e levados ao Plantão Norte. Após serem ouvidos, eles foram liberados.

+  Após se casar com o próprio filho, mulher se separa para se casar com a filha e o pior acontece

Decreto da Prefeitura

Foi decretado pelo município o uso obrigatório de máscara dentro de estabelecimentos fechados desde do dia 6 de maio. Empresas que não cumprirem o decreto está sujeita a penalidades, como multas ou suspensão de licença sanitária, ou de funcionamento.

Pandemia no Brasil

No Brasil já morreram 133.217 mil pessoas por conta da Covid-19. Cada vez mais é criada por municípios e estados, campanhas para combater a disseminação do vírus no país.

+  Após se casar com o próprio filho, mulher se separa para se casar com a filha e o pior acontece

Uma das campanhas fala sobre as pessoas ficarem atentas as novidades de orientação sobre a proteção contra o coronavirus. Atualmente vários países estão na corrida contra o tempo para criar o mais rápido possível uma vacina para imunizar as pessoas contra o vírus.

Recentemente testes da vacina produzida pela Oxford apresentou problemas colaterais, os estudos foram interrompidos, mas já voltaram.  



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.