Goleiro Bruno dá sua versão sobre o assassinato de Eliza e afirma que dorme com consciência tranquila: ‘Não sou o mandante’

Quando o assunto envolve o goleio Bruno e a morte da modelo Eliza Samudio, o assunto sempre vira alvo de polêmica, o crime aconteceu no ano de 2010, e o Goleiro Bruno que na época teve seu contrato rescindido pelo Flamengo, foi condenado por homicídio triplamente qualificado e por conta do sequestro envolvendo a modelo Eliza Samudio, nesta ultima segunda-feira o goleiro concedeu entrevista ao Jornalista Roberto Cabrini, que trabalha no Conexão Reporte do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT)

+  Após se casar com o próprio filho, mulher se separa para se casar com a filha e o pior acontece

De acordo com a entrevista concedida pelo goleiro , atualmente ele alega que dorme com a sua consciência tranquilo e que não vai mais pedir perdão a ninguém, pois todas as pessoas que o goleiro teria perdido perdão já o perdoaram das coisas que ele fez.

Quando foi questionado se ele teria ido o mandante do crime ele nega teria sido o mandante do assassinato e disparou que sua pena não é justa e que houve erros durante o processo que o prejudicou.

+  Após se casar com o próprio filho, mulher se separa para se casar com a filha e o pior acontece

Após ser questionado sobre o filho dele com Eliza Samudio, ele desconhece que é o pai do menino e que um exame de DNA precisa provar a sua paternidade e que enquanto isso não for feito, a duvida vai existir e que ele ja chegou até a pedir o exame e que enquanto não for provado por meio de exame ninguém pode o chamar de pai do garoto.

Ao decorrer o jornalista tentou tecer o assunto com bruno a respeito do crime ocorrido, no entanto o goleiro deixou a entrevista, alegando que Cabrini foi la fazer a entrevista sobre o recomeço e ele disparou ”acho melhor encerrar por aqui” explicou.

+  Após se casar com o próprio filho, mulher se separa para se casar com a filha e o pior acontece

Atualmente o Goleiro tentar voltar ao futebol, ele tem contrato com Rio Branco, no entanto a justiça determinou que ele terá que usar tornozeleira eletrônica, enquanto a sua pena estiver em vigor o time disputa serie do Campeonato Brasileiro de futebol.

Via: metropoles



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.