homens partem para briga após espirro em terminal de ônibus “medo do coronavírus”

Todos estão chocados com a forma como o vírus se espalhou para uma população de todo o país.

Muitos temem o contágio de que até lutam para espirrar, o que às vezes não é prova de que uma pessoa está infectada.

Aconteceu nesta terça-feira (17), no terminal de integração localizado na zona norte de Teresina, no Piauí.


Dois homens que não revelaram seus nomes começaram a brigar, trocando socos e chutes depois que um deles espirrou.

De acordo com denúncias da pessoa que se recusou a se apresentar, quem fez a denúncia aos 180 e teria dito que a luta aconteceu quando um dos homens espirrou.

Um deles teria se incomodado com o espirro e já havia saído por causa da agressão, então os dois rolaram pelo chão causando grande comoção.

+  Vídeo: Criança de apenas 5 anos é assassinada por integrante de facção; imagens chocam o Brasil

Os dois foram separados pelos policiais que foram baleados no local para encerrar a briga.

VEJA O VIDEO ABAIXO

https://youtu.be/Jlh6gC6EcEE

Pai mata o filho de 9 anos porque não queria que ele tomasse vacina contra o coronavírus

O mundo está vendo uma luz no fim do túnel com a chegada das vacinas contra a covid-19, o que era para ser alegria, parece que está causando muitas divergências nas famílias. O caso que aconteceu na Califórnia (EUA) chocou até mesmo a polícia. Stephen O’Loughlin tem 49 anos matou seu próprio filho de 9 anos por que não queria que ele tomasse vacina contra a covid. Esse crime aconteceu no dia 13 de janeiro.

+  Vídeo mostra o desespero das pessoas ao presenciarem queda de avião que matou 7 pessoas em SP

Segundo o jornal The San Francisco Chronicle. Stephen estava sendo investigado pela policia após ter cometido o crime contra seu filho Pierce. Infelizmente os dois foram encontrados mortos no quarto. O pai se matou com uma arma. Lesley Hu é mãe de Pierce, foi ela quem ligou para polícia após ter recebido uma ligação da escola dizendo que o garoto teria faltado a aula.

 

A advogada do caso Lorie Nachlis explicou que o casal já estava separado desde 2016 e desde então lutam pela guarda do filho. Lorie ainda conta que o pai era anti-vacina a e acreditava que elas mudariam a mente das pessoas. “A postura do ex-marido sobre as vacinas assumiu um tom de culto”, afirmou Lorie. Apesar de essa não ser as únicas discussões que o casal tinha, a mãe lutava para ter a guarda total do filho e decidir sobre a vacinação.

+  Menina de 12 anos tira a própria vida de forma trágica e detalhes assustam a todos

O pai do menino sofria de problemas mentais, e que acabaram gerando essa grande tragédia. “Pierce não foi morto por causa de um desacordo sobre um nariz entupido e também não foi morto por causa de um desacordo sobre vacinação. Ele foi morto por razões mais complexas ”, disse Lorie.

“Como o pai percebeu que estava perdendo o controle, ele puniu Lesley com o último ato de violência: matar seu filho. Ela sofrerá, como pretendido, pelo resto de sua vida”, afirmou a advogada. A polícia de San Francisco continuará a investigação.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.