nossas redes sociais

Notícias

Jair Bolsonaro abandona reunião depois de Mandetta elogiar João Doria e comparar presidente com Maduro


O presidente Jair Messias Bolsonaro , fez o encerrando de uma reunião no começo da pandemia do novo coronavírus, após o ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta elogiar o desempenho do estado de São Paulo para combater à doença do vírus Covid-19 e fez a comparação do posicionamento do presidente do Brasil ao de Nicolás Maduro.


Esse episódio que ocorreu vai ser constado de Um paciente chamado Brasil, que o ex-ministro irá lançar hoje.

Luiz Henrique Mandetta conta que, ao decorrer de uma reunião que ocorreu na biblioteca do Palácio da Alvorada, na data de 28 de março de 2020, o presidente Jair Bolsonaro já estava demonstrando estar muito irritado, porque o João Dória estava dominando o noticiário, entretanto, o presidente estava escutando em silêncio tudo que o ministro estava mostrando e os números e também as projeções da pandemia.

Quando ele iria sugerir que o presidente fizesse um ambiente mais favorável para fazer um pacto entre a União e também os estados e os municípios para que fosse possível combater a doença do novo coronavírus, o ex-ministro conta que o presidente questionou a ele se ele elogiava tudo que o Dória havia feito.

Mandetta acabou respondendo que o elogio seria para a São Paulo e que o presidente Jair Bolsonaro iria ficar sozinho, como ocorreu com Nicolás Madurim e também o mexicano Andrés Obrador, que ficaram em fase de negação e não aceitaram o perigo desse vírus.

Ele conta que foi dessa maneira que a reunião havia acabado. Ele conta que foi preciso muito esforço e também com a unanimidade dos ministro falando que ele não deveria ir para o caminho da negação, que daquela maneira, o Bolsonaro iria ficar sozinho, porém ele conta que Bolsonaro encerrou a reunião da mesma maneira que entrou nela.

O que você acha o que foi revelado pelo ex-ministro? Comente aqui abaixo!