Jovem mata a própria mãe com martelo, garfo e faca e diz que ‘o diabo mandou’

A crueldade de alguns filhos com os pais é de assustar hoje em dia, alguns matam a própria mãe a sangue frio e deixam as pessoas sem intender como podem fazer isso com a pessoa que os criou.

O último sábado (15/5) no município de Água Lindas (GO), Entorno do Distrito Federal, um jovem de 22 anos, chamado de Reinan Rodrigues de Souza , executou a mãe dele A dona Aureni Constância de Souza Rodrigues, 48 anos.

A Dona de casa Aureni foi surpreendida pelo filho, o jovem a agrediu com golpes de martelo com auxílio de uma faca e um garfo. De acordo com a Polícia Civil de Goiás, os golpes foram efetuados na região da cabeça da vítima.

+  Pastora causa polêmica ao cair “morta” dentro de igreja e só “ressuscita” quando fiéis pagam o dízimo

Reinan chegou a usar um peso de musculação para esmagar a região torácica da vítima, nesse momento a irmã do rapaz, uma menina de 13 anos chegou no local e tentou intervir, mas foi esganada e asfixiada pelo irmão.

Quando a menina conseguiu escapar ela correu para chamar os vizinhos e, em seguida, a polícia, que chegou ao local e prendeu o criminoso. Reinan confessou para polícia que o crime foi ordenado pelo diabo, o jovem queria ainda atear fogo no corpo da mãe e depois enterrá-la em uma cova que havia cavado no quintal. Isso só não aconteceu porque a polícia chegou a tempo de intervir. Reinan não tinha passagem pela polícia. 

+  BBB22: Rodrigo dispara contra Tiago Abravanel e recebe invertida do famoso; "Acabou o amor"

“Não havia denúncias ou qualquer outro histórico de violência. Não havia discussões. Segundo o autor, não teve planejamento e nem preparação. Ele nos explicou que começou a ouvir a voz durante a noite e pela manhã”, disse o investigador. Disse o delegado Cléber Martins, chefe da 17ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), de Águas Lindas.

O jovem foi autuado em flagrante por homicídio doloso qualificado consumado (qualificadoras do uso de recurso que impediu a defesa da vítima e feminicídio) e tentativa de homicídio qualificado (feminicídio tentado).

+  As últimas palavras de Ludmila Ferber são de partir o coração


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.