Revoltante! Estado Islâmico leiloa crianças cristãs para serem escravas, depois de vendidas maridos podem fazer o que quiserem com elas

Uma notícia revoltante tomou conta das redes sociais, desde que teve início o conflito no Afeganistão. O Estado Islâmico, vem chocando milhões de pessoas ao redor do mundo todo com a revelação de que eles, leiloam crianças pequenas nos lugares onde eles comandam. Segundo informações, as meninas são vendidas como escravas sexuais.

O G1 chegou a noticiar na época que as jovens são vendidas aos soldados para que eles possam fazer de tudo com elas. As jovens cristãs podem ser mortas pelos maridos e nada de mal acontece com eles.

+  Menina de 12 anos tira a própria vida de forma trágica e detalhes assustam a todos

De acordo com a descoberta, os maridos podem até matar as jovens, que nenhuma lei os irá colocar atrás das grades. A revelação revoltante tomou conta de todos os meios de comunicação e gerou revolta entre os internautas de plantão. Vale lembrar que a situação no Afeganistão não está nada fácil, já que os conflitos deixaram o sentimento de pânico no ar na última semana.

+  Jovem é morta, após ser esfaqueada por amiga, que queria testar se era psicopata

A informação de que crianças estavam sendo vendidas, chegou a ser publicada no New York Times, o jornal mundialmente famoso conseguiu falar com algumas pessoas que fugiram de seus maridos e relataram os terrores que viviam.

Segundo os comandantes do Estado Islâmico, a prática é algo religioso, eles levam isso como um dogma de sua organização. O fato de que a escravidão ainda existe no mundo gerou revolta em todas as pessoas.

Outro detalhe assustador, é que os compradores podem se deitar com as meninas antes mesmo de comprá-las, detalh este que deixou boa parte da populaão mundial enojada com o Estado Islâmico. Segundo o New York Post  as garotas tinham apenas de 12 a 15 anos e antes de fazerem qualquer mal a elas, os homens rezando a Ala.

+  Vídeo: Criança de apenas 5 anos é assassinada por integrante de facção; imagens chocam o Brasil

As jovens entrevistadas contaram que elas eram vendidas, para que não presenciaram nada antes da compra e aquelas que tentavam fugir eram assassinadas na frente das outras meninas. 
 



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.