Vizinhos contam toda a verdade sobre o caso da mulher que ficou com mendigo e detalhes chocam: ‘Não foi só uma vez’

O caso da mulher que foi pega no flagra tendo relações com um morador de rua, segue rendendo o que falar e o assunto viralizou em todos os meios de comunicação, depois que o personal trainer foi acusado de agredir um morador de Planaltina. Eduardo está sendo investigado após espancar o sem teto que estava com sua esposa.

A situação tomou grande repercussão, depois que um vídeo foi divulgado nas redes sociais, onde o profissional teria agredido o morador, logo após pegar ele em cima de sua esposa.  A cena que deve ter sido angustiante, deixou o educador revoltado e ele partiu para a agressão, no vídeo feito por câmeras de segurança é possível o momento em que tudo acontece.
 
Segundo o boletim de ocorrência feito na Polícia Civil, o personal trainer acreditava que sua mulher Sandra, estava sendo vítima de um abuso, quando na verdade, ela consentiu toda a relação. O caso ficou famoso após a mulher alegar ainda que viu o rosto de Deus no mendigo e por isso se deitou com ele.

Eduardo, entretanto, alegou que sua esposa sofria de problemas psicológicos e por conta disso, acredita que o mendigo abusou sim de sua esposa e por mais que os fatos apontem que ele foi traído, ele não se sente de tal maneira. Porém, agora foi revelado um áudio da mulher de Eduardo, onde ela faz algumas revelações que chocaram a web.


Outro detalhe que se tornou viral, foi o desabafo de alguns vizinhos do casal, eles chegaram a declarar que essa não é primeira vez que Sandra faz isso com Eduardo. A própria sogra de Sandra, contou que a jovem beijou o mendigo na sua frente e logo em seguida foi com ele para um lugar mais reservado.

A gravação que mostra o mendigo sendo agredido, teve grande repercussão e gerou revolta entre os internautas.  O personal trainer derrubou o morador de rua no chão, dando chutes e socos. De acordo com relatos não foi só uma vez que a mulher ficou com o mendigo e a polícia segue investigando o caso.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.