Lula surpreende ao ‘defender’ Bolsonaro sobre interferência na PF

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi condenado e preso durante as investigações da Operação Lava Jato. Na época as investigações eram comandadas pelo ex-Juiz Federal, Sergio Moro. Desde então Lula sempre ataca Moro e tenta provar que foi injustiçado pelo magistrado.

Recentemente Lula foi acusado pela quarta vez de lavagem de dinheiro e receber repasse de propinas da Empresa Odebrecht. Durante uma coletiva de imprensa virtual, Lula voltou a atacar Moro. Disse que o ex-juiz é um desequilibrado e medíocre. Ele disse também que Moro estava fazendo cenas na época em que pediu para deixar o cargo de Ministro da Justiça. Moro acusou o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido) de tentar usar a Policia Federal para proteger sua família e amigos durante as investigações.

O ex-presidente disse que Moro poderia ter sido mais autêntico quando resolveu apoiar Bolsonaro. Mas resolveu sair e fazer um “show” contra Bolsonaro, ainda mais contando com a ajuda da Rede Globo. Para Lula, Moro não gostou de Bolsonaro querer indicar o novo Diretor-Geral da Polícia Federal sem consulta-lo.  


Lula relembra que quando estava na gestão do governo, fazia indicações e nunca precisou consultar ninguém e nem mesmo orientar, pois os profissionais tinham autonomia para tomar suas decisões.

Lula disse que não tem ódio de Moro

Lula disse também se Moro realizasse um teste psicotécnico poderia detectar alguma anormalidade em seu sistema nervoso e constataria que o ex-juiz é desequilibrado. Lula completou dizendo que Moro ficou muito iludido com a matéria noticiada pela Globo de que o descrevia como um ser superior.

No final Lula disse que não guardava rancor de Moro, mas que o ex-juiz tinha rancor dele. Mas esperava que o ex-juiz fosse sempre respeitado pelas pessoas. O ex-presidente sugeriu para Moro que se ele quiser ser candidato a presidente, tem que procurar um partido, se filiar, e fazer campanha.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.