nossas redes sociais

TV & Famosos

Após pedido de socorro, cantor Gusttavo Lima cumpre promessa e envia cilindros de oxigênio para Manaus: A caminho


O pedido de socorro por Manaus viralizou no país todo, deixando muitos famosos comovidos com o apelo feito por um funcionária através de um vídeo chocante. Muitos artistas se juntaram para arrecadar meio de mandar cilindros de oxigênio para os hospitais, e nesta onda de socorro o cantor sertanejo Gusttavo Lima chegou a divulgar uma imagem em sua rede social onde mostra vários cilindros prontos para serem entregues na rede pública da cidade.

Manaus entrou em colapso com o grande número de pessoas infectadas com o coronavírus. “O oxigênio está a caminho, Manaus. Tudo sendo preparado”, ressaltou o famoso na descrição da imagem que rapidamente viralizou.

Assim que o comediante Whindersson Nunes tomou a frente do pedido de ajuda para vários artistas nas redes sociais, o sertanejo Gusttavo Lima publicou em seu Twitter que iria doar 150 cilindros do produto e que sua equipe estaria viabilizando tudo para que fosse entregue no sábado. O humorista Whindersson chegou a ficar emocionado com a gravação que viralizou e juntou uma força tarefa para doar materiais para a cidade.


O Imperador das Lives chegou a compartilhar a seguinte mensagem: “Estamos desenhando toda a logística e sábado estará chegando em Manaus 150 cilindros de oxigênio. Estou com todos vocês, manauaras…”.

Os cantores Wesley Safadão e Simone também fizeram suas partes, seguidos pelo ator Bruno Gagliasso entre outros famosos que foram se juntando para enviar fundos para a compra do produto. Além de se prontificaram a ajudar os outros, as celebridades aproveitaram o momento para cobrar um posicionamento do governo, devido ao estado de crise que se encontra a capital do Amazonas.

Entretanto, o pedido de socorro chegou a gerar polêmica também, quando o youtuber Felipe Neto publicou que ninguém estava comprando nada, e foi respondido por Whindersson com uma alfinetada.

Manaus está com seus hospitais cheios e muitos pacientes não estão sendo atendidos por falta de materiais, principalmente oxigênio.


clique para comentar

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *