Daniela Mercury vai processar Eduardo Bolsonaro por alterar fala de Jesus: ‘Criminosos’

A cantora Daniela Mercury, agitou as redes sociais essa semana e rendeu o que falar, a musa que anda sumida dos holofotes há um tempo, roubou a cena ao revelar que vai processar o deputado estadual Eduardo Bolsonaro, tudo aconteceu logo após o parlamentar publicar – e apagar – uma gravação polêmica em seu perfil.

No vídeo, Daniela Mercury é acusada de ter dito que Jesus Cristo era gay. Depois de ver a gravação a musa do carnaval, postou em suas redes sociais as frases: "Fake News é crime. Aos criminosos, a lei!". A fala da cantora rendeu assunto e rapidamente se tornou viral.

O vídeo postado pelo deputado no dia 06 de abril, nada mais era que uma montagem com falas da artista durante uma apresentação e se referia ao cantor Renato Russo. Eduardo chegou a detonar a famosa em seu post e Daniela Mercury não gostou nada do que viu. No post o político fala que os insultos seriam provocados por causa da "abstinência" da Lei Rouanet.


“Cuidado! Cenas fortes. Efeitos colaterais de abstinência da Lei Rouanet. A que ponto a pessoa contaminada chega… Deus tenha misericórdia deles. Eles não sabem o que fazer”, enfatizou o filho do presidente do Brasil. O assunto explodiu nas redes sociais e os internautas ficaram divididos.

No primeiro trecho da gravação a veterana surge falando, em tom de desabafo: “Está chato para c… esse país”. Depois Daniela Mercury aparece falando: “Era Jesus Cristo, sim”.Depois de mais um corte surge um trecho da canção famosa onde ela fala: “Era gay, gay, muito gay! Muito bicha, muito viado, sim”.

O G1 entrou em contato com a defesa de Daniela Mercury, porém os assessores da famosa não quiseram se pronunciar sobre o assunto que chocou milhares de pessoas e gerou revolta entre os usuários do Twitter. O parlamentar ainda não falou sobre a acusação, Eduardo apenas apagou o video de seu perfil.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.