Homem é sugado por máquina de ressonância magnética e o pior acontece; detalhes impressionam

O caso do rapaz que foi puxado por uma máquina de ressonância magnética, virou um dos assuntos mais comentados da internet e chocou milhares de pessoas ao redor do mundo todo. O homem de 32 anos de idade, teve o nome estampado em diversos jornais do mundo, depois que uma tragédia ocorreu.

Rajesh Maru morreu após ser “sugado” pela força de uma máquina de ressonância magnética em um hospital em Mumbai, na Índia. Ele acabou sendo vítima de uma fatalidade, gerou grande comoção e agitou milhares de pessoas, pois o jovem estava apenas visitando um parente quando veio ao óbito.

A morte trágica, fez acender um alerta dentro da unidade. Ele que teria ido ao local como visitante, foi chamado por um enfermeiro para ajudar a carregar um cilindro de oxigênio para dentro da sala de RM. Entretanto, quando ele entrou na sala, ele foi automaticamente puxado em direção ao equipamento, que estava ligado. 


Todos acreditam que Rajesh Maru tenha morrido após ingerir oxigênio líquido que vazou do cilindro com o choque, porém o que acarretou tudo isso, foi o fato dele ter sido sugado pelo equipamento médico.

“Este funcionário deveria estar lá para prevenir que acidentes do tipo aconteçam, mas falou para os familiares entrarem ali com a máquina ligada. Estamos completamente chocados e devastados com essa situação toda”, declarou um dos familiares do rapaz que morreu na hora do acidente. O caso gerou revolta, já que ele era apenas um funcionário que não deveria ter pedido ajuda.

Ao menos não a uma pessoa despreparada. De acordo com o jornal britânico Metro, imagens da câmera de segurança do local foram entregues à polícia para que o caso fosse investigado, segundo informações dois funcionários chegaram a ser detidos, acusados de negligência. 

O Governo de Mumbai afirmou que vai indemnizar a família com 500 mil rúpias e o corpo da vítima terá que passar por uma autópsia para o motivo da morte ser averiguado com clareza.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.