nossas redes sociais

Entretenimento

Uma semana antes de entrar em ‘A Fazenda’, MC Mirella processou Record

A FAZENDA

Segundo informações do site Notícias da TV, a cantora MC Mirella abriu um processo contra a Record dias antes de entrar no reality da emissora, “A Fazenda”. A Record publicou matérias onde denunciou suposto envolvimento da cantora em práticas criminosas.

A cantora exige que o portal de notícias da emissora retire do ar matérias que relacionam a cantora a aliciamento de meninas de menores para se prostituirem. Na matéria publicada em abril de 2019, também relaciona o nome de Mirella em envolvimento de tráfico internacional de meninas.

Embora o reality foi ao ar no dia 8 de setembro, os participantes já estavam confinados em um quarto de hotel desde do dia 22 de agosto. Isto porque tinham que respeitar as exigências do programa para conseguir o teste negativo para o novo coronavírus.

Os advogados da cantora disseram que não queriam nenhum dinheiro da emissora. Eles exigem apenas que excluam as reportagens o mais rápido possível. O intuito, segundo os advogados, é preservar a imagem de Mirella e não receber dinheiro pelo processo.

Os advogados da cantora solicitaram à Justiça agilidade nos processos e depois avisar a emissora, mas negou o pedido, e as matérias seguem disponíveis.

Mirella processa outros jornais

A cantora também solicitou à Justiça para que o processo corresse em seu segredo, mas foi recusado também. Além da Record, outros sites da grande mídia noticiaram a matéria envolvendo MC Mirella. Ela também inseriu o nome dessas empresas no processo.

Na Justiça, ela também pede que todas as empresas arquem com seus custos processuais. As cartas que noticiaram todas as empresas citadas sobre o processo foram expedidas nessa sexta-feira (18). Até a conclusão deste texto, o sistema do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo não apontou o recebimento por parte das rés.

Relembre o caso

Segundo as informações expostas pela mídia em abril de 2019, a cantora tinha um perfil igual ao seu oficial nas redes sociais para atrair menores. Algumas supostas mensagens expostas por uma parte da mídia mostram a cantora conversando com uma jovem de 17 anos e oferecendo dinheiro para ela se prostituir.